Estudante de Ilhéus é premiada na 12ª Febrace

Março 25, 2015 Sem comentários »

Lauren 01

Somente em 2014, a Associação Americana para o Avanço da Ciência quantificou em 8 milhões de toneladas o volume de material plástico arrastado pelas correntes marítimas em todo o mundo. Entre os principais tipos do derivados de petróleo encontrados no mar estão as sacolas e garrafas PET. Preocupada com esse quadro, a estudante Stephanie Lauren Oliveira, do Centro Estadual de Educação Profissional Álvaro Melo Vieira (Ceep Amev), em Ilhéus, desenvolveu experimento que decompõe mais rapidamente as sacolinhas. O projeto, que conta com orientação das professoras Ana Clara Correia Melgaço e Margarete Correia de Araújo, estimula a decomposição desse tipo de material utilizando microorganismos presentes no solo. Com o projeto, o trio foi premiado na Feira Brasileira de Ciência e Tecnologia 2015 (Febrace). O evento está em sua 12ª edição e foi realizado pela Universidade Federal de São Paulo, na capital paulista, na última semana.
O projeto da estudante ilheense, de 17 anos, que está no quarto ano do curso técnico de biocombustíveis, foi premiado em dose dupla. O Centro Estadual Paula Souza, autarquia do Governo de São Paulo que fomenta a pesquisa científica e administra cerca de 200 escolas técnicas, escolheu o experimento como um dos destaques. A importância ecológica e científica da iniciativa também foi reconhecida pela Sociedade Brasileira de Microbiologia (SBM), que o premiou com brindes e certificados. Concorreram, em categorias diversas, cerca de 2 mil projetos, enviados por estudantes de todos os estados da federação.

Via Secom / Prefeitura de Ilhéus

Assunto Relacionado

Comente