Festival Literário de Ilhéus será aberto nesta quinta

Abril 26, 2016 Sem comentários »

festival

O I Festival Literário de Ilhéus será aberto nesta quinta-feira, dia 28, a partir das 19h, com solenidade, que deverá ser prestigiada por autoridades, acadêmicos e intelectuais em geral. O evento, que incluirá feira de livros, mesas literárias e exposição fotográfica, acontecerá de 28 a 30 deste mês, na sede da Academia de Letras de Ilhéus (ALI), localizada na Rua Antônio Lavigne de Lemos, centro da cidade, e na Praça Castro Alves, na Avenida Soares Lopes. O ponto alto da abertura acontecerá na ALI e será marcado pela entrega do I Prêmio Literário Sosígenes Costa, que premiará autor de obra inédita de poesia com o valor de mil reais e a publicação do livro pela Editora Editus.

Antes da abertura oficial, também na Academia de Letras, o festival será movimentado por duas atividades: das 9 às 11h, Oficina de Poesia Visual, com Rava Midlej; e das 16 às 21h, Feirinha de Livros, promovida pelas editoras parceiras. Ainda na quinta-feira, 28, das 20 às 23h, dessa vez na praça Castro Alves, será realizado Sarau Lítero-Musical.

Promovido pela Academia de Letras de Ilhéus (ALI), o festival conta com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte (Setur), Fundação Pedro Calmon e Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Editus). Com o tema “Fazer Literário e Diversidade Cultural”, o evento contará com visitação guiada aos cenários que inspiraram obras do escritor Jorge Amado, como o Vesúvio, o Bataclan e diversos outros espaços do centro histórico ilheense.

Programação – A programação do I Festival Literário de Ilhéus prossegue na sexta-feira, 29, na Academia de Letras de Ilhéus, das 9 às 11, com Oficina de Poesia Visual; Feirinha de Livros, das 16 às 21 horas; Mesa Literária – Literatura Negra na Bahia, das 16 às 17 horas; e Mesa Literária – Literatura e Memória, das 19 às 20 horas. A última atividade reservada para a sexta-feira será um novo Sarau Lítero-Musical, na praça Castro Alves, no horário das 20 às 23.

No último dia do evento, sábado, dia 30, na sede da ALI, o público regional poderá conferir uma Roda de Conversa: Políticas Públicas para o Livro e a Leitura, das 16 às 17 horas; Feirinha de Livros, das 16 às 21; Mesa Literária – Estantes Musicais, das 17 às 18h30min; e Mesa Literária – Literatura no Palco, das 19 às 20h30min. Concluindo o I Festival Literário de Ilhéus, mais uma vez, das 20 às 23 horas, na praça Castro Alves, um Sarau Lítero-Musical.

Riqueza Literária – De acordo com o professor André Rosa, um dos organizadores do evento e membro da Academia de Letras de Ilhéus, o festival vem coroar a riqueza literária não só do município, que é marcado pelas obras do escritor Jorge Amado, presentes nas suas ruas e na alma de seu povo, mas também da região sul da Bahia, que revelou autores de grande relevância, como Sosígenes Costa, Cyro de Mattos e Adonias Filho, entre vários outros.

Após declarar que a realização do Festival Literário de Ilhéus contribui, de forma significativa, para o fomento da leitura na região, André Rosa enfatiza que o evento também é uma ação que comtempla uma política pública especifica para a área da literatura. “É importante ressaltar, ainda, a oportunidade de trabalharmos ao lado da educação, incluindo as redes pública e particular de ensino, na tentativa de estabelecermos um diálogo com essas instituições”.

Interação – Na visão de André Rosa, o festival tem a capacidade de formatar uma grade artística muito interessante, possibilitando a relação entre a literatura e a música, por exemplo. “Ou seja, teremos a união de bandas, com suas músicas autorais, com poetas, que estarão mostrando suas produções individuais. Tudo isso acabará suscitando uma interface repleta de múltiplas linguagens artísticas”, comenta o coordenador do Festival Literário.

 

Assunto Relacionado

Comente