Apresentado no São Paulo, Léo volta a rejeitar o apelido de Pelé: ‘Peso desnecessário’

Janeiro 4, 2019 Sem comentários »

Assim como fez no ano passado quando chegou ao Bahia, o lateral-esquerdo Léo voltou a falar da rejeição ao apelido “Léo Pelé”, como ficou conhecido nos tempos de Fluminense. O jogador, de 22 anos, foi apresentado, na última quinta-feira (3), no Tricolor paulista ao lado do lateral-direito Igor Vinnícius, que também foi contratado para a temporada de 2019.

 

“Pelé é Pelé, né. Mas leva um peso a mais, desnecessário. Quero colocar o meu nome. Pelé já conquistou o que tinha de conquistar. Não precisa levar o nome de Léo Pelé. Só Léo basta. Acho que Léo é o suficiente. Pés no chão”, afirmou o novo camisa 16 do São Paulo.

 

Emprestado pelo Fluminense, Léo disputou a última temporada pelo Bahia. O São Paulo pagou R$ 3 milhões ao Tricolor carioca para contar com o atleta. O lateral esquerdo assinou contrato que valerá por quatro anos. Ele disse que chegou ao topo do futebol ao ser contratado pelo clube paulista.

 

“Eu estou feliz demais. Isso mostra que estamos no topo do futebol. Chego aqui sabendo que tem jogadores de qualidade. É só trabalhar. Isso requer ao treinador, escalar quem está melhor no momento. Tenho a alegria de estar aqui com 21, 22 anos. É uma honra que vou levar para sempre. Tenho tempo de fazer história, de ganhar títulos. O São Paulo é vencedor de natureza”, declarou.

 

Nesta sexta (4), a delegação do São Paulo embarca para os Estados Unidos onde vai disputar o Torneio da Flórida. A estreia do Tricolor na competição será na próxima quinta (10), diante do Eintracht Frankfurt. Dois dias depois, o desafio será contra o Ajax. Já o primeiro compromisso oficial do time paulista será diante do Mirassol, no dia 19 de janeiro, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista.

Assunto Relacionado

Comente