‘Eu com 200 anos e nunca fui chamado’, lamenta Gerônimo sobre falta de convites

Janeiro 2, 2020 Sem comentários »

Um dos maiores nomes da música baiana, o cantor Gerônimo marcou presença no último dia do Festival Virada Salvador para participar do tradicional “Pôr do Som”, da Daniela Mercury. 

 

Contudo, durante coletiva de imprensa, o veterano lamentou a falta de convites para participar da festa. “Eu estou com 200 anos de vida e nunca fui chamado”, criticou. A amiga, então, o interrompeu: “Você merece tudo de melhor no mundo. Que eu possa hoje devolver tudo para você”.

 

Depois, o artista teceu mais elogios para a anfitriã. “Ela elevou a música baiana para o mundo e o mundo precisa saber disso, pois o mundo daqui está esquecido. Precisamos acordar e ver que a música baiana é o levante do nosso povo. Daqui fizemos sucesso para o mundo e precisamos continuar a fazer isso”, fixou.

 

Natural de Bom Jesus dos Passos, Gerônimo começou tocando na Orquestra Filarmônica da Ilha. Foi percussionista do Trio Elétrico Dodô e Osmar, tendo também trabalhado com Luiz Caldas. É um dos artista que utilizam o ijexá.

Assunto Relacionado

Comente