Chocolat Festival em Ilhéus recebeu 25 mil visitantes

A retomada do Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Festival após dois anos sem eventos – por conta da pandemia – foi marcada por uma edição especial de Natal em Ilhéus, na Bahia, entre os dias 16 e 19 deste mês de dezembro. O Festival reuniu 120 expositores, entre marcas de chocolate bean to bar, tecnologia e arte, além de promover atrações culturais com apresentações de música, dança, teatro e circo. Cerca de 25 mil pessoas visitaram a exposição durante os quatro dias do evento, que chegou a movimentar R$ 5 milhões em negócios sem considerar acordos para negócios futuros, como distribuidores e redes. “Essa edição especial de Natal superou todas as nossas expectativas, apesar do tempo curto que tivemos para preparar um evento de excelência. Mas tínhamos um compromisso em atender ao pleito das pessoas. Em 2019 tínhamos 80 marcas de chocolate no Sul da Bahia e hoje já são mais de 100. Portanto, mesmo nesse período de hiato, houve iniciativas. O Festival Internacional do Chocolate e Cacau é a grande vitrine e grande exposição do cacau e do chocolate do Sul da Bahia para o Brasil e para o mundo”, destacou Marco Lessa, empresário e organizador do evento.

 
Uma das grandes atrações do evento, o chef paulista Lucas Corazza trouxe para a sua aula-show uma receita diferente de brownie com ganache, caramelo e nibs de cacau e celebrou a retomada. “O retorno dos eventos, é uma coisa muito feliz para mim porque é o espaço que eu tenho de conseguir colocar aquilo que eu divulgo em redes sociais, meu posicionamento em relação ao doce, literalmente na boca das pessoas. Esse é o poder do cacau brasileiro. Esses são os sabores que a gente é capaz de imprimir através dele. E é por isso que é importante não só falar dele, mas experimentar”. Outro destaque da Cozinha Show foi a chef baiana Tereza Paim, que também exaltou o cacau. “Eu acho o Festival de Chocolate um evento de cunho mundial, e que vai cada vez mais, levando o chocolate brasileiro para o mundo, e fazendo essas relações. Mostrando que o Brasil produz cacau, mas também faz chocolate. Ampliando essas possibilidades de criação em volta do cacau. A gente olha cinco anos atrás, ninguém sabia o que era mel de cacau. Hoje o Brasil inteiro está tomando mel de cacau, e já começou a exportar. Então é mais produto derivado do cacau que vai saindo. Isso é emprego, é renda, é desenvolvimento”, ressaltou Tereza.

O Chocolat Festival é também um espaço de oportunidades, como comentou a expositora e crocheteira de Canavieiras Chirley Matos, criadora da marca Crochir. “Estou muito feliz em participar do evento pela primeira vez, aqui em Ilhéus. Agradeço muito ao apoio do SEBRAE. Me senti muito valorizada por meu trabalho ter sido escolhido para fazer parte do stand de Canavieiras”.

Digital

Grande novidade deste ano foi o formato híbrido do Festival, que aconteceu de forma presencial e online. O público ainda pode acessar todo o conteúdo do evento até o dia 15 de janeiro através do endereço digitalchocolatfestival.com. Entre a programação disponível estão as palestras do Fórum do Cacau, como a do especialista em blockchain e trader Tassio Gil, que explicou sobre a tokenização do cacau, o cacau digital, além de tecnologias de beneficiamento do cacau. No Chocoday, o público pode rever o conteúdo abordado nos painéis sobre as tendências do mundo do chocolate.

Na plataforma virtual, o Chocolat Bahia Festival também realizou um concurso cultural de fotografia. Fotógrafos amadores e profissionais concorreram com imagens que traduziam o tema Cacau, Mata Atlântica, Biodiversidade e Chocolate. As fotografias foram submetidas à votação popular. A mais votada foi do fotógrafo Renato Droguett e ele ganhou um espaço para realização de exposição fotográfica autoral na 13ª edição do Chocolat Bahia Festival, além de um super kit com chocolates de origem. O segundo e terceiro colocados também ganharam chocolates.

 Árvore de Natal

Feita com 350 quilos do mais puro chocolate Sicao da Barry Callebaut, uma árvore de Natal de mais de dois metros de altura foi construída ao vivo durante o evento pelo premiado chef Abner Ivan, especialista em esculturas de chocolate. Campeão da Coupe du Monde de la Pâtisserie 2015, Abner substituiu a tradicional estrela, que costuma ocupar o topo da árvore, por uma gigante flor de cacau e as conhecidas bolas natalinas por miniaturas coloridas de cacau. A obra foi mais um dos grandes atrativos do Festival.

O evento

Realizado desde 2009, o Chocolat Festival é considerado o maior evento de chocolate de origem do Brasil e reúne toda a cadeia produtiva da planta, passando pelo fruto ao produto final. Durante a programação, entre cursos, palestras e workshops, são colocados em destaque os derivados do cacau, as manifestações culturais, artísticas, econômicas e sociais que compõem o cultivo, o beneficiamento e a comercialização do produto agrícola.

Produtores, chocolateiros, jovens empreendedores, chefs especializados, pesquisadores e técnicos puderam acompanhar o que os 120 expositores tinham para apresentar sobre as inovações e a tradicional cultura fascinante do cacau e do chocolate. O Chocolat Bahia 2021 é realizado pela MVU Promoções e Eventos e conta com o apoio financeiro do Governo da Bahia através do Fundo de Cultura, da Secretaria Estadual de Cultura e da Secretaria Estadual da Fazenda.

O evento teve entrada gratuita e seguiu todos os protocolos de prevenção à COVID 19, as orientações do Governo do Estado e OMS. Exigiu vacinação completa na entrada e uso de máscaras, aferiu a temperatura dos visitantes, ofereceu também álcool gel e orientou o público quanto ao distanciamento social, além disso manteve o número de pessoas simultaneamente no evento sempre abaixo do limite permitido. Sobre essa segurança, a visitante Camila Alves, de Ilhéus, comentou que se sentiu tranquila. “Estão realmente pedindo a carteira de vacinação, medindo a temperatura, passando álcool nas mãos. Isso nos permite ficar aqui tranquilos e participar desse momento tão bonito para nossa cidade”. Mais informações estão disponíveis nas redes sociais do evento @chocolat_festival e no site bahia.chocolatfestival.com.

ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.