Segundo Fio Cruz, Vacinas Contra Covid-19 Superam Efetividade Dos Testes

Dezembro 15, 2021 Sem comentários »

O projeto Vigivac da Fio Cruz (Fundação Osvaldo Cruz), com base nos levantamentos de mais de 150 milhões de pessoas vacinadas do Brasil, com uma das quatro vacinas usadas em território nacional, afirma que a efetividade é muito maior do que a apontada nos testes.

Na avaliação, ficou constatado que as vacinas tiveram efetividade entre 83% e 99% para casos graves e óbitos, entre as faixas etárias entre 20 e 80 anos. Já na população até 60 anos a proteção chegou até 85% contra o risco de hospitalização e 89% para óbitos.

As vacinas observadas foram, CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer e Janssen.

Os dados foram colhidos do Departamento de Informática do SUS (Datasus), dados da Campanha Nacional de Vacinação contra Covid-19 (Vacinação Covid-19), Notificações de Síndromes Gripais (e-SUS Notifica) e Notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG 2020 e 2021; SIVEP-Gripe).

CoronaVac e AstraZeneca, segundo o relatório apresentam uma maior confiabilidade, pois foram aplicadas desde o início da campanha vacinal, tendo um número de amostragem maior que Pfizer e Janssen.

“Os resultados apontam que todas as vacinas estão conferindo grande redução do risco de infecção, internações e óbito por Covid-19 para a população brasileira. Para a população abaixo de 60 anos, todas as vacinas analisadas apresentaram proteção acima de 85% contra risco de hospitalização e acima de 89% para risco de óbito por Covid-19”, afirma relatório.

Confira relatório completo: https://pt.scribd.com/document/547141887/Relatorio-Efetividade-Fundacao-Fiocruz-1#from_embed

Reportagem: Fabrício Gomes

Assunto Relacionado

Comente