Estudantes recebem absorventes higiênicos distribuídos pelo programa Dignidade Menstrual

As escolas da rede estadual de ensino continuam distribuindo absorventes higiênicos do programa Dignidade Menstrual. Na Bahia, serão beneficiadas mais de 226 mil estudantes regularmente matriculadas na rede estadual e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos. A iniciativa do Governo do Estado oferecerá mensalmente um pacote de absorventes descartáveis por beneficiária e terá um investimento total de R$ 5,6 milhões.

No Colégio Estadual Martinho Salles Brasil, localizado em São Francisco do Conde, além do recebimento dos absorventes, as estudantes também participam de bate-papo sobre a temática. A aluna Yasmim Victória Batista, 15, 1º ano do Ensino Médio, aprovou o programa. “Nem todas as colegas têm condições de comprar absorventes e receber este material na escola é muito importante. Também achei interessante receber orientações sobre higiene feminina e discutir sobre o programa em sala de aula”.

Para a estudante Karen Soyanne Souza, 16, 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, de Juazeiro, a iniciativa é essencial. “O programa visa ajudar as estudantes de baixa renda e é nosso direito ter acesso a absorventes, porque menstruação não é uma escolha e sim algo natural do corpo da mulher”, comentou.

A estudante Maria Angélica Ferraz, 16, 2º ano do Ensino Médio, da mesma unidade escolar, também elogiou o programa. “Gostei muito da iniciativa do governo da Bahia, pois vem ajudando muitas meninas em todos os colégios da rede estadual de ensino”, disse.

Ações pedagógicas

Diversos materiais didáticos também estão disponíveis no Portal da Educação. Dentre eles está a Cartilha Educativa sobre Saúde Menstrual, que explica o que é a menstruação e quais as mudanças que provoca no organismo, bem como contribui para desmistificar tabus relacionados ao tema. Também fazem parte das ações da SEC os processos formativos para estudantes, professores e gestores, visando ajudar na promoção da cultura, do cuidado, da empatia e do respeito.

Fonte: Ascom/SEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.