Prefeitura de Ilhéus vai ampliar o Projeto “Informar para não afogar”

Novembro 17, 2017 Sem comentários »

Após reunião com o coordenador do serviço de Salva Vidas, Alexandre Mendonça, e com o salva-vidas Domingos Madureira, realizada hoje, 16, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, autorizou a ampliação do Projeto “Informar para não afogar”, que será desenvolvido também na rede escolar pública e privada e em instituições sociais. A proposta visa reduzir a ocorrência de afogamentos nas praias do município, cuja frequência praticamente duplica na temporada de verão.

Além disso, outras providências estão sendo adotadas para a melhoria da prestação de serviços à população, como o processo de licitação para aquisição de material de apoio aos salva vidas. O litoral de Ilhéus é o mais extenso de toda a Bahia. Através da secretaria de Administração, a Prefeitura conta com 23 postos fixos com duplas de salva-vidas para o trabalho de fiscalização e orientação aos banhistas, distribuídos entre a praia de Mamoan, no litoral norte, até a praia de Águas de Olivença, no litoral sul.

“A prevenção é extremamente importante durante todo o ano, mas nessa época dezembro, janeiro e fevereiro, quando praticamente nossa população duplica, principalmente entre pessoas que não têm conhecimento sobre os perigos do banho de mar. Então, precisamos levar mais orientação às escolas, setores sociais, bairros, nas próprias praias, e garantir mais segurança. Estamos nos preparando para que o verão seja de muita tranquilidade, diversão, sol , mas também de cuidado com o cidadão ilheense, crianças jovens e adultos, e com aqueles que estarão nos visitando”, declarou o prefeito Mário Alexandre.

Segundo Domingos Madureira, integrante do grupo de Salva-Vidas do Município e idealizador do projeto, as atividades já vêm sendo promovidas nas praias da cidade, com o apoio da Prefeitura, “mas agora é muito importante esse incentivo do prefeito Mário Alexandre para que possamos ampliar as ações de prevenção ao afogamento”, acrescentou.

Na prática, os banhistas ouvem palestras que abordam os índices de afogamentos e medidas de prevenção, e participam de atividades práticas como primeiros socorros e técnicas de salvamento aquático. O projeto leva orientações sobre a definição e tipos de afogamento, mecanismo da lesão, técnicas de suporte básico de vida em afogamento, resgate aquático com prancha de surf, além de medidas de prevenção, como evitar tomar banho em área não supervisionada; não ingerir grandes quantidades de bebidas alcoólicas antes de tomar banho; obedecer à sinalização nas praias; evitar tomar banho de mar sozinho; manter 100% de atenção às crianças, entre outros.

As instituições interessadas devem procurar a base do corpo de Salva Vidas, na Avenida Soares Lopes, centro da cidade, para contatos e agendamento.

 

Assunto Relacionado

Comente