Médico e cientista Miguel Nicolelis protesta contra futebol na pandemia: ‘Parem já’

Agosto 11, 2020 Sem comentários »

O médico e cientista Miguel Nicolelis, coordenador do Comitê Científico do Combate ao Coronavírus do Consórcio Nordeste protestou em seu Twitter na tarde desta segunda-feira (10) sobre a realização das competições de futebol no Brasil. Na postagem, Nicolelis pede que o esporte seja suspenso e considera irresponsável que os campeonatos estejam acontecendo com as contaminações que estão acontecendo entre os envolvidos na modalidade.

 

Usando as hashtags com as frases “Parem o futebol já” e “Chega de barbárie”, o cientista completou a publicação dizendo que caso as intervenções sobre a realização dos jogos não sejam feitas, situações piores decorrentes do aumento do contágio no meio esportivo podem surgir.

 

“Ou se preparem para ver jogadores, comissão técnica e familiares expostos ao Covid-19, sendo internados em estado grave, ou até mesmo falecendo como resultado da total irresponsabilidade e falta de tino e empatia dos dirigentes do futebol brasileiro”, criticou Nicolelis.

 

Enquanto o Brasil passa pela pandemia do coronavírus, o coordenador do Comitê vem publicando constantemente sobre a prevenção contra o aumento da contaminação e repreendendo que a falta de cuidados deixou que o país chegasse ao número de 100 mil mortes pela doença.

 

Entre o último fim de semana e esta segunda-feira (10), pelo menos três equipes disputando competições do futebol nacional tiveram vários atletas diagnosticados com coronavírus. O CSA teve oito jogadores com testes positivos na sexta-feira passada (7), antes de estrear pela Série B do Brasileirão; o jogo entre Imperatriz e Treze, que aconteceria pela pela Terceira Divisão neste domingo (9), precisou ser adiado depois de 12 contaminações confirmadas no clube maranhense; e o jogo entre Goiás e São Paulo, pela Série A, que também foi suspenso neste domingo por conta de dez resultados positivos no elenco goiano.

Assunto Relacionado

Comente